Combate ao retrocesso é tema de oficina da Fetec-CUT/PR

João Antonio, secretário de Formação da Fetec-CUT/PR, coordenou a oficina no Sindicato de Apucarana João Antonio, secretário de Formação da Fetec-CUT/PR, coordenou a oficina no Sindicato de Apucarana
quinta-feira, 16/06/2016

O objetivo da oficina é qualificar os dirigentes sindicais
a organizar a luta contra os cortes dos direitos

Membros do Coletivo de Formação da Fetec-CUT/PR realizaram ontem (15/06), uma oficina para a diretoria do Sindicato de Apucarana, com o objetivo de informar como é a Rede de Formação da CUT, criada para articular a atuação dos dirigentes sindicais cutistas no combate às medidas que oferecem riscos aos direitos da Classe Trabalhadora.

Estiveram presentes o secretário de Formação da Fetec-CUT/PR, João Antonio da Silva Neto, Gustavo Erwin, e Juliana Souza.

Segundo Antonio Pereira da Silva, diretor do Sindicato de Apucarana, a oficina foi destacada a importância do acesso dos dirigentes sindicais às informações sobre o que está em jogo nas medidas anunciadas pelo governo provisório de Michel Temer e, principalmente, organizar a reação da Classe Trabalhadora.

“Esta Rede de Formação atua no sentido de qualificar o movimento sindical a intervir contra o receituário que está sendo colocado para resolver a crise dos grandes grupos capitalistas, às custas da retirada de direitos trabalhistas e sociais, bem como a soberania do país”, explica.

Este movimento, na avaliação de Antonio, é necessário para implementar as políticas de formação da CUT, no sentido de construir a consciência de luta de forma unitária da Classe Trabalhadora na defesa dos direitos estabelecidos na legislação, das atuais regras da Previdência Social, da política de valorização do salário mínimo e da manutenção das empresas públicas, incluindo aí o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

As oficinas da Secretaria de Formação da Fetec-CUT/PR já foram realizadas nas bases dos Sindicatos do PACTU (Paranavaí, Campo Mourão, Toledo e Umuarama), de Londrina e de Cornélio Procópio.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE