Sindicato de Londrina mobiliza funcionários na luta contra a reestruturação

As atividades em Londrina defenderam a manutenção do papel do BB e a valorização dos seus funcionários As atividades em Londrina defenderam a manutenção do papel do BB e a valorização dos seus funcionários
sexta-feira, 19/01/2018

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, distribui a Carta Aberta no prédio Central do BB

Dirigentes do Sindicato de Londrina mobilizaram hoje (19/01), os funcionários e funcionárias de três agências do Banco do Brasil no Dia Nacional de Luta contra a reestruturação e em defesa do banco público federal.

As atividades ocorreram nas agências Centro, Shangri-la e da Rua Araguaia, onde foi conversado com o pessoal as garantias que o banco deu em relação aos direitos e a importância de estar mobilizado para impedir retrocessos e injustiças neste processo.

Também foi distribuída Carta Aberta com informações a respeito do risco que está correndo o papel desempenhado pelo BB junto à sociedade, como agente de financiamento da produção para empresas, agricultores, crédito imobiliário e responsável pelo fomento do Fies (Financiamento Estudantil), que possibilita o ingresso de milhares de jovens no Ensino Superior.

”Estamos em constante contato com a Regional do banco e Gerência da PSO para que todos os funcionários consigam colocação no novo modelo e mantenham suas carreiras. Isso não significa que concordamos com a política conduzida pela direção do BB, muito pelo contrário, nossa missão é defender os direitos do funcionalismo diante de situações de incertezas como essa”, argumenta Gisa Bisotto, secretária Geral do Sindicato de Londrina.

Segundo Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, todos precisam ficar atentos à reestruturação e procurar auxílio caso surjam pressões para aderir ao PDV ou ser transferido para outras cidades.

“A diretoria do BB garantiu que não haverá remoção compulsória neste processo, então se algum gestor tomar essa atitude denuncie ao Sindicato para que possamos tomar as providências necessárias”, orienta.

Clique aqui para ler sobre a reunião de negociação ocorrida dia 12/01 entre a Comissão de Empresa e o Banco do Brasil para discutir a reestruturação.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE