Comissão de Empresa apresenta nova proposta para a Cassi

Comissão de Empresa apresenta nova proposta para a Cassi
terça-feira, 24/07/2018

Desde a eleição para definir representantes dos funcionários do Banco do Brasil na Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal da Cassi, realizada em março deste ano e vencida pela Chapa 4 - Mais União, a direção do banco não voltou a negociar com as entidades de representação do funcionalismo a situação da caixa de assistência.

Após a posse dos eleitos, o BB informou que as negociações sobre a Cassi passariam a ser realizadas no âmbito interno da própria entidade, se recusando a tratar do assunto na mesa específica da Campanha 2018.

No início do mês de junho o banco apresentou uma proposta para a Cassi que prevê aumento da coparticipação dos associados em exames e consultas; tenta se livrar do dependente cônjuge da ativa que passa para a aposentadoria; cria novas diretorias e implementa o voto de minerva.

“São mudanças que vão onerar os associados e enfraquecer a governança participativa. Não podemos aceitar que sejam aprovadas”, avalia Laurito Lira Filho, diretor do Sindicato de Londrina.

Segundo Laurito, logo após a Cassi apresentou uma contraproposta, que também traz prejuízos aos associados e associadas, favorecendo apenas o BB, que agora tem ao seu lado diretores e conselheiros que deveriam representar os funcionários.

Para reverter esse quadro, as associações representativas dos funcionários apresentaram propostas no dia 27/06, sugerindo ajustes nas alterações que o banco pretende fazer numa tentativa de onerar menos o associado.
Como não houve retorno, na rodada de negociação da Campanha 2018, realizada na segunda-feira (23/07), a Contraf-CUT entregou aos representantes do BB uma nova proposta.

“O objetivo é buscar a preservação do principio de solidariedade presente no Estatuto da Cassi, manter os direitos conquistados, manter a paridade da gestão para garantir a participação dos associados na administração da sua caixa de assistência”, explica o diretor do Sindicato de Londrina, orientando os funcionários e funcionárias do Banco do Brasil a se inteirarem sobre esta questão e a não aceitar a retirada dos princípios que foram construídos ao longo dos anos na Cassi e a colocar em risco sua sustentabilidade.

Clique nos links para conhecer as propostas apresentadas pelas entidades para a Cassi:

- Proposta do BB e a contraproposta

- Proposta ANABB, AAFBB e FAABB entregue ao BB

- Proposta ANABB, AAFBB e FAABB entregue à Cassi

- Proposta da Contraf entregue na mesa de negociação do dia 23/07/2018

COMPARTILHE