DEFESA DA VIDA

Caso de Covid-19 leva Sindicato a paralisar agência do BB em Cambará

Aparecido Carlos Fernandes "Chico", orienta bancários a denunciar descumprimento dos protocolos da Covid-19 Aparecido Carlos Fernandes "Chico", orienta bancários a denunciar descumprimento dos protocolos da Covid-19
quarta-feira, 07/10/2020

Numa operação conjunta dos Sindicatos de Cornélio Procópio e de Londrina, a agência do Banco do Brasil em Cambará teve o expediente suspenso nesta quarta-feira (7/10) para que sejam tomadas as providências cabíveis diante da existência de um caso de Covid-19 no local.

De acordo com o funcionário do Sindicato de Cornélio Procópio, Aparecido Carlos Fernandes “Chico”, um vigilante testou positivo para a doença, mas, mesmo assim, a administração do banco não adotou os protocolos de suspender o atendimento na agência para que seja feita a sanitização e o afastamento das pessoas que tiveram contato com ele.

“Essas medidas estão previstas nos Decretos municipais, Estaduais e Nacional e mesmo o Banco do Brasil orienta procedimentos para evitar a disseminação do novo coronavírus entre funcionários, vigilantes e clientes. Com essa intervenção do Sindicato e negociações com a Superintendência Regional, o RH e a gerência da agência, conseguimos que o vigilante que testou positivo, a mulher da copa, seus colegas e funcionários que tiveram contato com ele sejam afastados por 14 dias, além de fazerem os testes para verificar se também foram contaminados”, relata.

“Chico” afirma ainda que a agência do BB será monitorada e orienta todos os bancários e bancárias a denunciarem aos Sindicatos o descumprimento dos protocolos sempre que houver a confirmação de Covid-19 em seus locais de trabalho para que sejam cumpridos os protocolos de contenção dessa pandemia.

Veja na página do Sindicato no Facebook vídeo sobre esta ação no Banco do Brasil de Cambará.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE