Bancos fecham 10.680 postos de trabalho no primeiro semestre de 2017

Bancos fecham 10.680 postos de trabalho no primeiro semestre de 2017
quarta-feira, 16/08/2017

Os bancos fecharam 10.680 postos de trabalho no Brasil no primeiro semestre de 2017. Apesar disso, em julho, de acordo com a PEB (Pesquisa do Emprego Bancário), realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos), com base em dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o saldo foi positivo com a abertura de 72 postos no setor financeiro, após 17 meses de saldos negativos.

Os números, divulgados na quarta-feira (16/08), mostram que o Itaú Unibanco, Bradesco, Santander e Banco do Brasil foram responsáveis pelo fechamento de 5.857 postos no país. A Caixa Econômica Federal, sozinha, fechou 4.543 vagas de emprego, dentro do processo de desmonte que está em curso no banco público federal.

Os desligamentos atingiram os trabalhadores entre 50 a 64 anos, com o fechamento de 7.903 postos de trabalho, durante o período, e o saldo positivo foi apenas para pessoas com faixa etária até 24 anos.

A PED revela ainda que a desigualdade entre homens e mulheres também é alta. As 11.963 mulheres desligadas dos bancos entre janeiro e julho de 2017 recebiam, em média, R$ 6.449,22, o que representou 78,4% da remuneração média dos 11.757 homens que foram desligados dos bancos no período.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE