Banco lucra 19 bilhões em 2017, mas reduz quase 10 mil postos de trabalho

Banco lucra 19 bilhões em 2017, mas reduz quase 10 mil postos de trabalho
quinta-feira, 01/02/2018

O Bradesco fechou o ano de 2017 com lucro líquido de R$ 19,024 bilhões, o que representa crescimento de 11,1%, em relação a 2016 e de 1,1% no trimestre.

Em contrapartida, a holding encerrou o ano de 2017 com 98.808 empregados, uma redução de 9.985 postos de trabalho em comparação ao final de 2016, que representa 9,2% do seu quadro de funcionários, mesmo, após a incorporação, em setembro de 2016, de aproximadamente 20 mil trabalhadores banco HSBC.

O PDVE (Plano de Desligamento Voluntário Especial), segundo o banco, teve 7,4 mil adesões. No período, foram fechadas 565 agências e abertos 78 novos PAs (Postos de Atendimento).

A receita com prestação de serviços e tarifas bancárias cresceu 10,2% em doze meses, totalizando R$ 24,0 bilhões. Já as despesas de pessoal subiram 21,6%, totalizando R$ 21,0 bilhões, refletindo a consolidação da aquisição com o HSBC, ocorrida no 3º trimestre de 2016, além do PDVE, anunciado em julho pelo banco, que gerou um custo de R$ 2,3 bilhões, mas que, segundo o relatório, deve impactar em uma redução R$ 1,5 bilhão anual nas despesas.  Ainda assim, a cobertura destas pelas receitas secundárias do banco foi de 124,9% em 2017.

Clique aqui para ver o trabalho completo do Dieese.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE