Sindicato de Londrina protesta hoje (5/07) em duas agências do Bradesco

Sindicato protesta no Bradesco em Bela Vista do Paraíso, onde foi demitida uma bancária que trabalhou 29 anos no HSBC Sindicato protesta no Bradesco em Bela Vista do Paraíso, onde foi demitida uma bancária que trabalhou 29 anos no HSBC
quarta-feira, 05/07/2017

Na agência da Av. Tiradentes, em Londrina, também foi demitida uma bancária

Dirigentes do Sindicato de Londrina estão realizando hoje (5/07) a Operação “Demitiu, Parou” em duas agências do Bradesco em defesa da manutenção dos empregos.

Os protestos estão afetando o expediente da agência da Avenida Tiradentes, em Londrina, e da unidade em Bela Vista do Paraíso.

Dessa vez, o banco mandou para o olho da rua, sem justa causa, duas bancárias. A que trabalhava na agência Tiradentes tinha mais de seis anos de serviços prestados ao Bradesco e a de Bela Vista era oriunda do HSBC, onde trabalhou por 29 anos.

Segundo Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, com mais essas duas dispensas o Bradesco consolida como o banco que mais demitiu funcionários e funcionárias este ano na base territorial da entidade.

“Somente no primeiro semestre foram 19 demissões efetuadas pelo banco, grande parte atingindo pessoal que era do HSBC, demonstrando que essa aquisição não preservou os empregos que a filial do banco inglês gerava no Brasil”, salienta Regiane.

Não por mero acaso, o Paraná ficou em segundo lugar em numero de fechamento de postos de trabalho pelos bancos no período de janeiro a maio de 2017, conforme revelou a Pesquisa do Emprego Bancário, realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), com base dados em dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Foram 1.322 vagas a na categoria, número que representa 13,7% dos 9.621 postos de trabalho fechados no setor no período pesquisado.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE