FARRA DOS PREÇOS

Petrobras lucra 6 vezes mais que concorrentes e investe pouco; só acionistas ganham

Foto: divulgação Petrobras Foto: divulgação Petrobras
quinta-feira, 16/06/2022

A Petrobras lucrou quase seis vezes mais do que as petrolíferas estrangeiras no primeiro trimestre deste ano, mas como investiu pouco, quem ganhou com os altos preços dos combustíveis no País foram os seus acionistas.

No primeiro trimestre deste ano, a Petrobras lucrou R$ 44,5 bilhões, uma alta absurda de 3.608% em relação ao mesmo período de 2021. Deste total, distribuiu para os acionistas US$ 10,2 bilhões, cerca de quatro vezes a média das petroleiras internacionais, que ficou em US$ 2,5 bilhões.

Os dados são de levantamento feito a pedido do UOL pela empresa de informações financeiras Economatica.

De acordo com a reportagem, a margem líquida da Petrobras foi de 31,6% no primeiro trimestre deste ano, enquanto as concorrentes tiveram no máximo 11,5%. Em relação à PetroChina, que teve margem líquida de 5,6%, o resultado da Petrobras é quase seis vezes maior.

A origem da maior margem de lucro em comparação aos concorrentes internacionais, todos sabemos, são os preços dos combustíveis no Brasil. que estão entre os mais altos do mundo.

Já as fortunas distribuídas aos acionistas ocorrem porque a Petrobras investe pouco, segundo avaliação do professor de economia Eduardo Costa Pinto, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Segundo o professor, que é também pesquisador do Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep), os ganhos da Petrobras sobem mais rápido do que as despesas para a extração do petróleo do pré-sal.

"Pela receita, como a Petrobrás mantém o PPI (Preço de Paridade Internacional), ela maximiza o lucro porque cobra o preço máximo possível [dos combustíveis]. E como ela faz isso? Acompanhando os níveis internacionais, com frete e imposto, e vendendo pelo preço de monopólio. Por outro lado, há uma redução dos custos ao longo dos últimos anos, principalmente na extração do petróleo. Hoje o custo está em torno de US$ 30 o barril. Portanto, com o petróleo em alta (o barril estava cotado em cerca de US$ 123 no dia 14/6), o lucro sobe".

Leia mais: Entenda por que Bolsonaro e Temer são os culpados pela alta dos combustíveis

Por CUT Nacional, com edição de Marize Muniz

COMPARTILHE