Centrais mobilizam Classe Trabalhadora contra a reforma da Previdência

Centrais mobilizam Classe Trabalhadora contra a reforma da Previdência
segunda-feira, 19/02/2018

Nesta segunda-feira (19/02), as Centrais Sindicais e entidades filiadas estão promovendo atividades em todo o País em defesa dos direitos da Classe Trabalhadora que estão em risco com a reforma da Previdência.

O objetivo é denunciar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 287/2017, que está tramitando na Câmara dos Deputados, alterando as regras para dificultar ainda mais a aposentadoria dos brasileiros e brasileiras.

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, afirma que é uma falácia o discurso do governo Michel Temer (PMDB) de que o sistema está falido e que ser não for feito agora no futuro não haverá dinheiro suficiente para pagar os benefícios.

“Uma Comissão do Senado já apurou que o sistema é superavitário e que o problema está nos desvios de recursos, desonerações fiscais e as dívidas de grandes empresas, dentre as quais os bancos, que não estão sendo cobradas. Sem falar na fortuna que esse governo está gastando em propaganda para tentar convencer a população de que a reforma é necessária”, aponta. De acordo com Regiane, as instituições financeiras, juntamente com empresas do ramo de previdência privada estão por trás de mais esse ataque de Temer à Classe Trabalhadora.

Apesar de a tramitação da PEC 287 está condicionada ao fim da intervenção federal no Rio de Janeiro, as Centrais Sindicais mantêm a mobilização nacional, pois acreditam que assim que o governo conseguir votos suficientes para sua aprovação pode suspender essa medida e colocar a matéria em votação.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE