CUT faz atos em 25 Estados contra a reforma da Previdência

Objetivo da mobilização é pressionar deputados a votar contra o fim da aposentadoria - Foto: Roberto Parizotti/CUT Objetivo da mobilização é pressionar deputados a votar contra o fim da aposentadoria - Foto: Roberto Parizotti/CUT
segunda-feira, 04/12/2017

A CUT vai promover atos públicos e paralisações contra o fim da aposentadoria em 25 Estados nesta terça (5/12).

Em Londrina, a atividade organizada pelo Coletivo de Sindicatos será realizada no Calçadão, a partir das 9h00, em frente à agência do Banco do Brasil.

O objetivo desta mobilização é fazer mais pressão nas bases dos parlamentares, nas ruas, nos aeroportos e nas redes sociais, lembrando a eles que em 2018 haverá eleições.

“Deputado que aprovar a nova proposta da Previdência de Temer não vai se reeleger em 2018”, destaca o presidente Nacional da CUT, Vagner Freitas.

Segundo Vagner, o governo insiste em colocar a proposta em votação, apesar de já ter feito as contas e saber que não tem os 308 votos necessários para aprovar as mudanças.  Mas, a maioria dos deputados não pretende aprovar a proposta porque está com medo de não ser reeleito.

“A pressão que estamos fazendo em suas bases e nas redes sociais está surtindo efeito e precisa ser ampliada com a conscientização de toda a sociedade de que se a reforma for aprovada, milhões de brasileiros ficarão sem aposentadoria. E isso pode ser feito nos atos de amanhã”, conclui Vagner.

Fonte: CUT

COMPARTILHE