Caixa foge do diálogo com a CEE e revoga RH 151

Caixa foge do diálogo com a CEE e revoga RH 151
sexta-feira, 10/11/2017

Depois de ter adotado uma postura de desrespeito aos empregados mesa de negociação permanente, a diretoria da Caixa Econômica Federal surpreendeu todos, nesta sexta-feira (10/11), com mais um ataque: a revogação do RH 151, que diz respeito à incorporação de função.

O banco tomou essa iniciativa um dia antes da vigência da nova legislação trabalhista, não podendo alegar o objetivo é se adequar à reforma.

Dionísio Reis, coordenador da CEE (Comissão Executiva dos Empregados), afirma que este é mais um ato que comprova o objetivo do governo federal em desmontar a Caixa. Com a revogação do RH 151, estão em risco a incorporação de função e a estabilidade no emprego.

Para Dionísio, está na hora dos empregados e empregadas do banco fortalecerem a mobilização para defender seus direitos, que só foram conquistados depois de lutas históricas.

Veja a declaração de Dionísio sobre essa medida adotada pela Caixa:

A Contraf-CUT buscará medidas cabíveis para assegurar na Justiça os direitos dos trabalhadores que já fazem parte do contrato de trabalho.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE