Protesto do Sindicato de Cornélio Procópio denuncia falta de pessoal na Caixa

Faixas na fachada da agência ressaltam a importância dos bancos públicos para o País Faixas na fachada da agência ressaltam a importância dos bancos públicos para o País
sexta-feira, 17/11/2017

Dezenas de pessoas são obrigados a esperar longo tempo à espera do atendimento na Caixa em Cornélio Procópio

Com o objetivo de garantir melhores condições de trabalho para empregados, clientes e usuários, o Sindicato de Cornélio Procópio realizou nesta sexta-feira (17/11) manifestação na agência da Caixa Econômica Federal.

A unidade teve retardada a abertura do expediente e com faixas e material informativo foi ressaltada a campanha em defesa dos bancos públicos, que estão sendo alvo da política de desmonte patrocinada pelo governo Michel Temer (PMDB).

Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio, afirma que a atual dotação de bancários e bancárias não é suficiente para dar conta da demanda e que o problema foi agravado com adesões de sete empregados ao PDVE (Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário) e com uma transferência, desfalcando a equipe da agência.

“A Caixa precisa tomar providências urgentes para regularizar o atendimento e as condições de trabalho na agência de Cornélio. São apenas dois funcionários nos caixas e dois para realizar as operações relacionadas ao PIS e ao FGTS, causando muita demora e reclamações”, denuncia.

Segundo Elizeu, a situação é tão grave que em alguns dias não dá nem para andar dentro do banco em decorrência do elevado de pessoas esperando pelo atendimento.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE