Protesto do Sindicato de Cornélio Procópio cobra melhores condições de trabalho

Atividade do Sindicato de Cornélio Procópio retardou a abertura da agência da Caixa Atividade do Sindicato de Cornélio Procópio retardou a abertura da agência da Caixa
quinta-feira, 22/03/2018

Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio, chamou a população a se engajar na campanha em defesa da Caixa 100% pública

Dirigentes do Sindicato de Cornélio Procópio retardaram a abertura da agência da Caixa Econômica Federal nesta quinta-feira (22/03), para chamar a atenção da sociedade para a importância de manter o banco 100% publico e cobrar melhores condições de trabalho para os empregados e de atendimento à população.

Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio, afirma que além dos problemas acarretados pela falta de pessoal, a unidade está sofrendo com mau funcionamento do sistema de ar condicionado.

“Como tem muitos clientes e usuários, o calor no prédio está insuportável e a administração da Caixa ainda não tomou providências para reverter essa situação. Realizamos esta atividade para cobrar o reparo no aparelho o mais rápido possível para garantir um ambiente adequado a todos”, ressalta.

Elizeu lembra que em função dos últimos PDVs (Programas de Desligamento Voluntário), a base de Cornélio Procópio registrou a saída de 28 empregados e empregadas da Caixa, o que precarizou o atendimento nas agências, com um número muito pequeno de pessoal para dar conta da demanda.

“Estamos em luta contra esse demonstre para que a Caixa continue 100% pública e prestando serviços de qualidade para os brasileiros e brasileiras”, finaliza.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE