NA BASE DA PRESSÃO

Diretoria da Caixa agenda negociação para dia 26/03

O diálogo com as representações dos empregados está previsto no ACT 2018/2020 O diálogo com as representações dos empregados está previsto no ACT 2018/2020
sábado, 23/03/2019

Depois da cobrança da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) e da atividade nacional dos empregados realizada no último dia 15 de março, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, finalmente marcou audiência com os representantes dos trabalhadores na próxima terça-feira (26).

A CEE (Comissão Executiva dos Empregados) da Caixa Econômica Federal reivindica que seja interrompida reestruturação na empresa e que o banco assuma o compromisso de comunicar previamente o movimento sindical antes de comunicar a implementação de novos processos de trabalho aos empregados.

Dionísio Reis, coordenador da CEE, lembra que, nos termos da cláusula 48, parágrafo segundo, do ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) 2018/2020, a Caixa se comprometeu a discutir quaisquer “impactos na vida funcional dos empregados, decorrentes da implantação de novos processos de trabalho pela empresa”. 

“O debate junto à mesa de negociação permanente é imprescindível. Qualquer mudança a ser implementada deve resguardar os direitos dos empregados, bem como a saúde física e mental”, afirmou Dionísio, complementando que será cobrada também resposta sobre o que foi veiculado pela imprensa em relação a uma possível manobra no lucro e quando será publicado o balanço do banco.

Fonte: Contraf-CUT

COMPARTILHE