Reunião do Coletivo Jurídico da Contraf-CUT discute reforma trabalhista

Dirigentes sindicais e assessores jurídicos de diversas regiões do País participaram da reunião do Coletivo da Contraf-CUT Dirigentes sindicais e assessores jurídicos de diversas regiões do País participaram da reunião do Coletivo da Contraf-CUT
terça-feira, 27/06/2017


Dirigentes sindicais e assessores jufídicos do Paraná com o advogado José Eymard

Dirigentes sindicais e assessores jurídicos de diversos Sindicatos e Federações estiveram reunidos nesta terça-feira (27/06), na sede da Contraf-CUT, em São Paulo, para debater a reforma trabalhista que está em tramitação no Congresso Nacional.

Os advogados José Eymard e Fernando Antunes fizeram uma exposição sobre o PLC (Projeto de Lei da Câmara) 38/2017, que propõe a reforma trabalhista e apontaram as perspectivas para a Classe Trabalhadora caso seja aprovado.

A ameaça da terceirização em larga escala no País também foi abordada na reunião do Coletivo Jurídico, em especial sobre os seus reflexos na categoria bancária.

“O PLC 38 representa a maior ameaça aos direitos trabalhistas da história, somado à lei que regulamentou a terceirização, aprovada recentemente. A mobilização de bancários e bancárias é fundamental para tentar barrar esse processo”, avalia Wanderley Crivellari, secretário de Assuntos Jurídicos do Sindicato de Londrina.

Segundo Wanderley, o debate com as assessorias jurídicas serviu para subsidiar a prática sindical e apontar medidas que eventualmente possam ser adotas pelas entidades.
Uma série de propostas foi aprovada no encontro e serão encaminhadas à direção da Contraf-CUT. Um novo encontro jurídico deverá acontecer em breve.

COMPARTILHE