Sindicato de Cornélio Procópio mobiliza a categoria

Com informativos e cartazes, o Sindicato de Cornélio Procópio chamou a categoria para a mobilização em defesa dos direitos Com informativos e cartazes, o Sindicato de Cornélio Procópio chamou a categoria para a mobilização em defesa dos direitos
sexta-feira, 31/03/2017

Ivaí Lopes Barroso, diretor do Sindicato de Cornélio Procópio, na distribuição do material com os deputados que traíram os trabalhadores

A diretoria do Sindicato de Cornélio Procópio percorreu hoje (31/03) as agências bancárias da cidade para entregar aos bancários, bancárias, vigilantes e clientes os materiais “O Fim da Aposentadoria” e "Não há rombo na Previdência”, cumprindo a agenda de lutas orientada pela CUT, Contraf-CUT, demais Centrais Sindicais e entidades do movimento popular.

Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio, que na visita aos bancos foi discutida a aprovação, no dia 22 de março, pela Câmara dos Deputados, o PL (Projeto de Lei) 4.302/1988, que autoriza as empresas a terceirizarem todos os setores.

“Falamos para a categoria e também para a população, que é mentiroso o argumento dos políticos que defendem a terceirização de que esse projeto vai ajudar na geração de empregos e protegerá trabalhadores. Isso é mentira! A terceirização reduz salários, precariza direitos e só interessa às empresas, por estarem livros dos encargos sociais e poderem fazer uso de mão de obra barata”, denuncia Elizeu.

Durante a atividade de mobilização conta as reformas do governo Michel Temer (PMDB), a diretoria do Sindicato de Cornélio Procópio também divulgou um cartaz com fotos dos deputados federais do Paraná que votaram a favor da aprovação do PL 4.302/1998.

Por Armando Duarte Jr. 

COMPARTILHE