Garantia de emprego é o desafio para bancários e bancárias

Dirigentes do Vida Bancária que participaram do Encontro Nacional dos Funcionários do HSBC Dirigentes do Vida Bancária que participaram do Encontro Nacional dos Funcionários do HSBC
quinta-feira, 09/06/2016

A delegação do Paraná defendeu as propostas do Estado no evento realizado em São Paulo

Garantir o emprego dos bancários do HSBC e do Bradesco. Esta foi a principal resolução do Encontro Nacional dos Funcionários do HSBC, encerrado ontem (8/06), em São Paulo. O evento, organizado pela Contraf-CUT, teve a presença de 63 delegados e 19 delegadas, que aprovaram a pauta de reivindicações específicas deste ano.

Carlos Alberto Martins, diretor do Sindicato de Cornélio Procópio, afirma que os funcionários de ambos os bancos estão apreensivos em relação à aquisição do HSBC pelo Bradesco, em especial pelo fato de estarem ocorrendo inúmeras demissões e fechamento de agências.

“Nosso objetivo é fortalecer as ações para assegurar a manutenção dos empregos, bem como das conquistas específicas que temos no HSBC, e para isso será preciso a união de todos”, avalia.

Ontem, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou, sem restrições, a aquisição do capital acionário do HSBC pelo Bradesco. Apesar de ter sido solicitado pelo Sindicato de Curitiba a inclusão de alguma garantia de emprego nesta transação, o Cade não atendeu a este pedido, alegando que isto só seria possível se houvesse uma “apresentação livre e espontânea” de algum dos bancos, o que, é claro, não ocorreu.

A Contraf-CUT convocará para os próximos dias os integrantes da COE HSBC para encaminhar a pauta discutida e aprovada pelos participantes e agendar a data da entrega para o HSBC e para o Bradesco.

Principais reivindicações dos funcionários do HSBC

- Manutenção dos empregos;

- Transparência no balanço;

- Valorização dos funcionários com uma formulação clara de um plano de cargos e salários

- Parcelamento de férias

Fonte: Rede Nacional de Comunicação dos Bancários

COMPARTILHE