VIDA BANCÁRIA

Edição desta semana denuncia a farra dos bancos

Edição desta semana denuncia a farra dos bancos
terça-feira, 11/05/2021

Os lucros obtidos pelos quatro maiores bancos do País no primeiro trimestre de 2021 são destacados na edição do Vida Bancária desta semana. Juntos, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Santander somaram R$ 21 bilhões de lucro líquido entre janeiro e março deste ano, com rentabilidades que chegam a 73,3%.

Alheios à crise causada pela pandemia do novo coronavírus e a gestão desastrosa de Jair Bolsonaro, os bancos estão fazendo a farra por conta das altas tarifas cobradas dos clientes e o exagerado corte de funcionários. Só o Bradesco fechou 8.547 postos de trabalho em 12 meses (leia mais na pág. 3). Com o menor lucro líquido desse grupo, o Santander consegue cobrir 215,74 de todas as despesas com pessoal somente com o que arrecada com as chamadas receitas secundárias.

Clique aqui para ler a edição digital.

Relatório da Cassi

Leia na pág. 2 sobre o resultado da votação do Relatório 2020 da Cassi, a Caixa de Assistência dos funcionários do Banco do Brasil, e sobre a divulgação da defesa do banco nas ruas de Londrina

O Vida também informa sobre a rodada de negociação permanente que ocorre nesta terça-feira (11/05) para discutir diversas pendências, entre as quais a paralisação do último dia 27.

Igualdade salarial

O Vida Bancária também traz na pág. 3, matéria sobre a tramitação, em regime de urgência, na Câmara dos Deputados do Projeto de Lei que impõe multas para as empresas que praticarem discriminação salarial entre homens e mulheres.

Leia também sobre a posse da gestão 2021/2025 do Sindicato de Apucarana, que ocorreu em live realizada no dia 5/05.

Dificuldades com o Auxílio-doença

A manchete da pág. 4 é a série de dificuldades que a categoria tem enfrentado para requerer reconsideração de perícias após ter negado o benefício Auxílio-doença pelo INSS. Saiba, passo a passo, como pedir por meio do site Meu INSS a reconsideração desse direito.

Leia estas e outras informações na edição digital do Vida Bancária.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE