Governo joga pesado para aprovar reforma trabalhista no Senado

Governo joga pesado para aprovar reforma trabalhista no Senado
terça-feira, 13/06/2017

A edição desta semana do Vida Bancária alerta para a pressa do governo Michel Temer (PMDB) em aprovar o PLC (Projeto de Lei da Câmara) 38/2017, que altera mais de 100 artigos da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que agora está tramitando, a toque de caixa, no Senado.

O jornal relembra que na sessão do dia 6/06 da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) foi aprovado relatório do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que não mudou nada no texto que veio da Câmara dos Deputados. Ele apenas sugeriu alterações em alguns pontos polêmicos a serem feitas por meio de Medidas Provisórias, se Temer assim achar melhor.

Nesta terça-feira (13/06), o relatório de Ferraço deve ser lido na CAS (Comissão de Assuntos Sociais) para depois tramitar na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), podendo ir a voto do Plenário do Senado no início de julho, como quer o governo.

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, avalia que é um desrespeito a maneira como estão sendo discutidas as alterações na CLT para prejudicar a Classe Trabalhadora com a retirada de direitos fundamentais para que os patrões aumentem seus lucros. “Essa é uma reforma que mexe com todo o País e terá reflexo não só nos trabalhadores e trabalhadoras, mas também no próprio governo, que irá arrecadar menos pelo aumento do desemprego e das contratações precárias que essa tal de flexibilização vai acarretar”, aponta.

Para Regiane, tudo o que foi conquistado em séculos de lutas poderá ser mudado em poucos dias, porque não houve um debate prévio com as Centrais Sindicais e nem mesmos estão sendo levados em conta os apelos de ministros do TST (Tribunal Superior do Trabalho) e de diversos outros segmentos da sociedade que denunciam como prejudiciais as mudanças a serem feitas na legislação trabalhista.

Organizando as lutas

Leia nas páginas centrais do Vida 1.440 o resumo do Encontro Nacional dos Funcionários dos Bancos Privados, realizado nos dias 6, 7 e 8 de junho, em São Paulo. Representantes do Bradesco, Itaú, CCB Brasil, Mercantil do Brasil e do Santander definiram estratégias de organização e de luta em defesa dos direitos e dos empregos.

O jornal traz também informes sobre as Conferências Estaduais dos Funcionários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, que ocorreram no final de semana em Curitiba. Nos dois eventos foram aprovadas as propostas para os Congressos Nacionais destes dois bancos públicos.

Demitu, Parou!

A matéria de destaque na pág. 2 é sobre a Operação “Demitiu, Parou” promovida pelo Sindicato de Londrina no dia último dia 8/06 na agência do Itaú localizada no Calçadão, esquina com a Rua Pernambuco.

Naquela unidade o banco dispensou uma bancária que trabalhava na Gerência Regional do Itaú.

Nesta edição tem ainda informações a respeito da visita que dirigentes sindicais fizeram no dia 8 de junho, em São Paulo, a uma agência digital do Itaú. O banco atendeu à solicitação feita pela Fetec-CUT/PR e definiu uma agenda de visitas para que os sindicalistas possam conhecer e saber como funcionam estas unidades.

Na pág. 3, o Vida Bancária publica a denúncia encaminhada pelo Sindicato de Apucarana ao Bradesco em relação a um gerente da base territorial da entidade que está adotando práticas antissindicais.

“Levamos o caso para a direção do banco e a responsável pelo Departamento de RH afirmou que o banco não interfere e nem orienta esse tipo de conduta, apenas fará os ajustes necessários”, relata José Roberto Brasileiro, diretor do Sindicato de Apucarana.

Brasileiro lembra que a liberdade de organização sindical está prevista na Constituição de 1988 e que o Sindicato vai tomar as providências cabíveis para coibir esse tipo de atitude.

Baile dos Bancários

Vem aí os tradicionais Bailes dos Bancários de Cornélio Procópio e de Londrina.

Confira na pág. 4 do Vida detalhes a respeito destas feitas e saiba como adquirir seu convite para participar das comemorações do Dia 28 de Agosto – Dia da Categoria Bancária em alto estilo.

Na coluna “Espaço para a Saúde” leia dicas sobre os benefícios que os alimentos orgânicos trazem para seu organismo. Este tipo de cultura também contribui para a preservação do meio ambiente.

Por Armando Duarte Jr. 

COMPARTILHE