Vida impresso comenta conquista de Centros de Realocação nos bancos

Vida impresso comenta conquista de Centros de Realocação nos bancos
terça-feira, 29/08/2017

A conquista do Comando Nacional dos Bancários, no dia 24 de agosto, durante rodada de negociação com Fenaban, em São Paulo, de criação de Centros de Realocação e Requalificação Profissional é tema da Capa da edição nº 1.451 do Vida Bancária impresso.

O jornal destaca a importância deste instrumento para conter o elevado número de demissões e fechamento de postos de trabalho no setor financeiro por conta da utilização de novas tecnologias de das reestruturações.

“Estes Centros permitirão a realocação de bancários e bancárias que atuam funções a serem extintas ou em departamentos que forem fechados, evitando assim a demissão. Para isso basta que sejam trainados para trabalhar em outro setor onde exercerão novas atividades”, explica Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina.

Apesar disso, Regiane acredita que a categoria precisa construir uma forte mobilização para forçar os bancos avançar também nas demais pendências da Campanha 2016 e a concordar com o Termo de Compromisso que foi entregue pelo Comando Nacional como forma de impedir que os direitos atuais dos bancários e bancárias não sejam afetados pela reforma trabalhista e a lei da terceirização.

Na reunião, o Comando não aceitou as alterações nas cláusulas 37 (monitoramento de resultados) e 65 (adiantamento emergencial de salários nos períodos transitórios de afastamento por doença) e estes dois pontos serão retomados na próxima rodada de negociações.

Valorização no Bradesco

As atividades realizadas pelos Sindicatos de Apucarana, Cornélio Procópio e de Londrina no dia 22/08, Dia Nacional de Luta dos Funcionários do Bradesco, são relatadas na pág. 2 do Vida Bancária.

Nas manifestações feitas em diversas agências foi distribuído o informativo Contra-Ponto, que denunciou a política de pessoal do Bradesco, caracterizada por pressões constantes pelo atingimento das metas absurdas e o aumento de casos de adoecimentos, as caras tarifas cobradas dos clientes e o calote que o banco dá no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), somando uma dívida milionária.

Na mesma página, o jornal faz um relato a respeito do Seminário de Segurança Bancária promovido pela Contraf-CUT, em conjunto com a CNTV (Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes). O evento debateu, dentre outros pontos, as mudanças na Lei de Segurança Privada e Inovações Tecnológicas na Segurança Bancária.

Cuidados com a posição dos pés

Nesta edição, a Coluna Espaço para a Saúde está na pág. 2 e orienta o bancário e a bancária a utilizarem apoios para os pés durante a jornada de trabalho para facilitar a circulação sanguínea e evitar o surgimento de varizes.

O artigo alerta também a importância de ajustar a cadeira corretamente e adotar uma postura adequada, visando prevenir complicações futuras na coluna, além de fazer uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente.

Caixa 100 pública

O destaque na pág. 3 é a campanha contra o desmonte da Caixa Econômica Federal, conforme defenderam manifestações realizadas pelos Sindicatos de Apucarana e de Cornélio Procópio no último dia 23/08.

Dirigentes das entidades saíram a campo para conquistas apoio dos empregados, empregadas, clientes e dos usuários ao abaixo-assinado que defende a manutenção da Caixa 100% pública.

Também foi distribuída Carta Aberta à população alertando sobre as consequências do desmonte para a sociedade, como, por exemplo, o corte no financiamento nas áreas de habitação, esporte e cultura, dentre outros.

Ainda em relação à Caixa, o Vida desta semana relata a situação vivida por unidades localizadas na base territorial do Sindicato de Cornélio Procópio com a saída de 11 empregados e empregadas por meio do PDVE (Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário).

“Na primeira etapa do PDV saíram vários funcionários e a Caixa não repôs nenhuma dessas vagas até agora. Para piorar, mais estes 11 seguem o mesmo caminho, gerando maior sobrecarga de trabalho e demora no atendimento aos clientes e usuários”, critica Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio e de Bandeirantes.

Segundo ele, nestas duas unidades a demanda é muito além do que suporta o reduzido quadro. Nestas agências houve, respectivamente, cinco e três adesões ao PDVE.

Desconto Assistencial

Leia também na pág. 3 informações sobre as Assembleias dos Sindicatos de Apucarana e de Arapoti que tratam das regras e prazos para fazer oposição ao Desconto Assistencial.

Esta contribuição auxilia as entidades a custear as despesas com a organização da Campanha Salarial e incide quando ocorre a celebração da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho). Este ano, como o documento tem vigência entre 2016/2018, haverá renovação automática, o que garantiu para a categoria o reajuste salarial no dia 1º de setembro, bem como nos valores da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Dia da Categoria Bancária

 Veja na pág. 4 relatos a respeito dos eventos promovidos pelos Sindicatos para comemorar o dia 28 de Agosto – Dia da Categoria Bancária. Em Londrina, no dia 25/08 foi realizado o Baile dos 60 anos, com a participação de mais de 300 pessoas no Iate Clube. O Sindicato também está distribuindo brindes para marcar a data.

O Sindicato de Arapoti promoveu mais um tradicional almoço para bancários, bancárias e seus familiares. Cerca de 180 pessoas se divertiram no sábado (26/08) na AABB de Wenceslau Braz, superando o sucesso das festas anteriores.

A homenagem deste ano para a categoria na base do Sindicato de Cornélio Procópio foi um kit com régua de alumínio e caneta com suporte, para ser utilizada no dia a dia no trabalho.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE