Quadrilha volta a atacar bancos em Jaguariaíva e ataca agências da Caixa e do Itaú

O prédio da agência do Itaú teve dados de grande monta causados pelas explosões nos caixas eletrônicos O prédio da agência do Itaú teve dados de grande monta causados pelas explosões nos caixas eletrônicos
segunda-feira, 11/06/2018

O dispositivo que solta fumaça impediu que o ataque à agência da Caixa fosse consumado

Após dois anos de sossego, as agências da Caixa Econômica Federal e do Itaú em Jaguariaíva, no Norte Pioneiro do Paraná, foram atacadas por volta das 3h00 desta segunda-feira (11/06) por uma quadrilha de assaltantes de banco.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, provavelmente quatro bandidos participaram dessa ação. Na Caixa, em função do acionamento do alarme e do dispositivo que libera fumaça no interior do prédio em caso de tentativa de violar os caixas eletrônicos, eles não conseguiram consumar o ataque.

No Itaú, a força dos explosivos utilizados pela quadrilha praticamente destruiu o prédio, quebrando quase todos os vidros da fachada e abalando as paredes de alvenaria e o forro. Utilizando armas de grosso calibre, os assaltantes intimidaram a população e os policiais que atuam na cidade com tiros disparados para o alto.

Alex de Almeida, diretor do Sindicato de Arapoti, lembra que Jaguariaíva foi alvo de três ataques a bancos em 2016, causando dano de grande monta para o Banco do Brasil e a Caixa. “Agora eles voltaram trazendo terror novamente à população! É preciso que os bancos adotem mecanismos de segurança mais eficazes para evitar que novas ações das quadrilhas, como a colocação de portas com detector de metais na entrada das agências, vidros blindados na fachada e adotem outras medidas já propostas pelo movimento sindical”, ressalta.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE