Protesto na Regional do Itaú denuncia aumento de casos de assédio moral

Protesto na Regional do Itaú denuncia aumento de casos de assédio moral
segunda-feira, 13/11/2017

As diretoras Renato Matoso e Nágila Slaibi, com Cesar Caldana no protesto no prédio que abriga a Regional do Itaú

Dirigentes do Sindicato de Londrina estão realizando protesto nesta segunda feira (13/11), na agência do Itaú localizada no Calçadão, esquina com a Rua Pernambuco, onde está a Regional do banco, contra a postura de gestores e gestoras que praticam assédio moral com bancários e bancárias.

Segundo Cesar Caldana, diretor do Sindicato de Londrina, o elevado número de reclamações recebidas motivou este protesto, como forma de chamar a atenção do banco para esse problema.

Cesar lembra que esse tipo de conduta tem sido combatido desde 2010, quando a categoria conquistou a inclusão de uma cláusula na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) estabelecendo o instrumento de “Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho”.

Este canal possibilita que as denúncias de assédio moral sofrida nos bancos podem ser apresentadas diretamente ao Sindicato com total sigilo do denunciante.

“Os bancários e bancárias do Itaú Unibanco estão passando uma fase muito difícil, pois é a primeira vez que o Sindicato recebe tantas denúncias contra um mesmo gestor ou gestora”, explica o diretor do Sindicato de Londrina e um dos responsáveis por acompanhar as denúncias encaminhadas ao banco.

De acordo com Cesar Caldana, neste mesmo cargo no qual estão sendo feitas denúncias de assédio os trabalhadores sofreram com o gestor anterior. “Queremos que o banco, que tem conhecimento dos fatos através das denúncias, assuma a sua responsabilidade pela ocorrência desse tipo de prática”, ressalta.

COMPARTILHE