Arrastão em Cambé orienta categoria a denunciar o assédio moral

Dirigentes do Sindicato orientam funcionários do Santander em Cambé a respeito do canal de denúncias contra o assédio moral Dirigentes do Sindicato orientam funcionários do Santander em Cambé a respeito do canal de denúncias contra o assédio moral
segunda-feira, 27/11/2017

Preocupada com o aumento do número de casos de assédio moral nos bancos, a diretoria do Sindicato de Londrina percorreu as agências de Cambé nesta segunda-feira (27/11) para distribuir o folder sobre o assédio moral aos bancários e bancárias.

Clique aqui para ler o folder.

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato, afirma que este material foi produzido para estimular a categoria a utilizar o canal aberto pelo Protocolo para Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho, assinado com os bancos em 2010, para punir gestores que tratam de maneira desrespeitosa seus subordinados ou colegas de trabalho que assim também agem nos bancos praticando esse tipo de violência.

“A denúncia é muito importante para coibir o assédio moral no setor financeiro. O denunciante tem garantia de sigilo de seu nome e o banco tem prazo de 45 dias para se posicionar a respeito dos casos apresentados”, explica.

Segundo Regiane, este é um direito fundamental para acabar com as pressões desmedidas e abusos cometidos com a finalidade de atingir metas cada vez mais altas e que são responsáveis pelo adoecimento físico e mental da categoria.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE