APP Sindicato protesta contra redução dos salários dos PSSs

Márcio André Ribeiro, presidente do Núcleo da APP Sindicato em Londrina, denunciou o achatamento dos salários dos professores PSS Márcio André Ribeiro, presidente do Núcleo da APP Sindicato em Londrina, denunciou o achatamento dos salários dos professores PSS
segunda-feira, 18/12/2017

Dirigentes do Sindicato de Londrina participaram do At
da APP contra o achatamento de salários dos professores

Wanderley Crivellari, diretor do Sindicato de Londrina, criticou a aplicação da reforma trabalhista pelo governo do Paraná

A APP Sindicato realizou na manhã desta segunda-feira (18/12) Ato Público em frente à sede do Núcleo Regional de Educação, em Londrina, para protestar contra a medida tomada pelo governo Beto Richa (PSDB) de reduzir os salários dos professores contratados pelo PSS (Processo Seletivo Simplificado).

Dirigentes do Sindicato de Londrina participaram da manifestação em solidariedade à categoria que sofre mais um ataque do governo neoliberal do Paraná.

De acordo com a APP, com isso o salário será reduzido em 13,35%, o que vai representar uma perda de R$ 480,00 para aqueles que lecionam 40 horas por semana.

Essa manobra de Beto Richa para cortar despesas segue a nova legislação trabalhista e assim o salário do professor PSS passa a ser calculado pela hora trabalhada e não mais pela hora aula.

“Não dá para admitir um arrocho desse vindo de um governo que gastou mais de 400 milhões de reais em publicidade reduza os salários dos professores que já ganham tão pouco e são contratados por um sistema temporário e com poucos direitos”, critica Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE