ESQUENTA, BRASIL!

Estudantes se mobilizam no País em defesa da Educação

A concentração no Calçadão de Londrina reuniu cerca de 3 mil pessoas A concentração no Calçadão de Londrina reuniu cerca de 3 mil pessoas
sexta-feira, 31/05/2019

Com faixas e cartazes, estudantes foram à luta em defesa da Educação Pública e por mais investimentos na área

Dirigentes do Sindicato de Londrina e da Fetec-CUT/PR recolheram assinaturas durante a manifestação contra a reforma da Previdência

Mais de um milhão de pessoas saíram às ruas na quinta-feira (30/05) em centenas de cidades brasileiras em defesa da Educação Pública, no segundo ato do #tsunamidaeducação, reunindo estudantes, professores, servidores e trabalhadores de diversas categorias profissionais.

A mobilização foi uma resposta ao corte, chamado eufemisticamente, de “contingência” de recursos para Universidades Federais e Estaduais, o que afeta o ensino, pesquisa e a própria existência das instituições.

Em Londrina, cerca de 3 mil pessoas participaram da manifestação iniciada no Calçadão, seguida de uma passeata pelo Centro da cidade aos brados de respeito à Educação, fora Bolsonaro e outras bandeiras de luta.

Valdecir Cenali, diretor do Sindicato de Londrina, afirma que esta mobilização organizada pelos estudantes “esquentou” ainda mais a construção da Greve Geral do dia 14 de junho convocada pelas Centrais Sindicais contra a reforma da Previdência e outros retrocessos que estão sendo feitos pelo governo Bolsonaro.

“Já tivemos duas grandes mobilizações nacionais nos últimos 15 dias, com a participação de milhões de pessoas em todos os Estados do Brasil. Isso demonstra a insatisfação com as políticas desse governo que está a serviço dos interesses de grupos privados para entregar nossas riquezas, o patrimônio público e a soberania para especuladores”, ressalta.

Clique aqui para saber como foram as manifestações em outras cidades do País.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE