Sindicato de Londrina paralisa cinco agências contra retirada de direitos

A agência Alto Higienópolis, que abriga a Regional do Santander em Londrina, é uma das paralisadas nesta quarta-feira (20) A agência Alto Higienópolis, que abriga a Regional do Santander em Londrina, é uma das paralisadas nesta quarta-feira (20)
quarta-feira, 20/12/2017
 
Diretoras do Sindicato no protesto
na agência Centro


A unidade da Rua Minas Gerais
está paralisada no Dia de Luta

Seguindo orientações da Contraf-CUT, dirigentes do Sindicato de Londrina estão participando nesta quarta-feira (20/12) do Dia Nacional de Paralisação dos Funcionários do Santander com o fechamento de cinco agências.

De acordo com Acácio dos Santos, diretor do Sindicato de Londrina e diretor Regional do Paraná da Afubesp, o banco espanhol já está colocando em prática a reforma trabalhista sem dialogar com os representantes dos funcionários e funcionárias.

“Participamos de reunião no último dia 13 e ao invés de negociar os pontos que o banco disse que vai mudar só ouvimos uma apresentação do que eles querem, sem que houvesse qualquer margem para negociação”, relata.

Dentre os direitos que estão na mira do Santander estão o Banco de Horas, parcelamento de férias e alteração na data do pagamento do 13º salário, sem falar nas mudanças que estão sendo impostas na Cabesp e no Banesprev.

Regiane Portieri, presidenta do Sindicato de Londrina, afirma que não bastassem esses ataques, o banco enxugou de maneira exagerada o quadro de pessoal e com isso as cobranças pelo cumprimento de metas estão prejudicando a saúde física e psicológica dos bancários e bancárias.

“Orientamos todos a denunciar ao Sindicato abusos, lembrando que existe um Acordo assinado com o Santander prevendo o combate do assédio moral no ambiente de trabalho. É muito importante utilizar este canal, ainda mais neste momento em que o banco quer impor rebaixamento de direitos e está querendo instituir acordos individuais, passando por cima das negociações coletivas”, salienta.
 


As agências das Avenidas Tiradentes...
 
... e Bandeirantes também estão paralisadas

Por Armando Duarte Jr. 

COMPARTILHE