CORNÉLIO PROCÓPIO

Sindicato consegue reintegrar bancária do Santander demitida ilegalmente

Sindicato consegue reintegrar bancária do Santander demitida ilegalmente
terça-feira, 22/01/2019

A Justiça do Trabalho determinou esta semana a reintegração no emprego de uma bancária demitida pelo Santander na agência de Cornélio Procópio em setembro, que teve sua aposentadoria por invalidez cancelada pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Além de ter problemas de saúde relacionados ao trabalho no banco, a funcionária goza do direito à Estabilidade Provisória Pré-aposentadoria, o que não foi respeitado pelo banco quando fez o desligamento.

“Nós tentamos reverter a demissão administrativamente junto ao Santander, mas como o banco se recusou, orientamos que ela ingressasse com ação na Justiça do Trabalho requerendo seus direitos, que acabaram sendo reconhecidos agora”, comemora Elizeu Marcos Galvão, presidente do Sindicato de Cornélio Procópio.

De acordo com Elizeu, a bancária tinha 27 anos de serviços prestados ao Santander e mais de 12 meses de trabalho em outra empresa, somando assim mais de 28 anos, o que lhe confere o direito à Estabilidade prevista na cláusula 27ª da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho).

“Felizmente, a Justiça determinou a reintegração, obrigando o banco a respeitar a nossa CCT. Esta é mais uma decisão que reforça a importância da organização da categoria bancária, que, com muita luta, conquistou ao longo dos anos os diversos direitos que nos protegem dos abusos cometidos pelos bancos contra seus funcionários”, ressalta.

Por Armando Duarte Jr.

COMPARTILHE