PREVENÇÃO

Santander mantém protocolos contra Covid-19 e os estende para casos de gripe

Santander mantém protocolos contra Covid-19 e os estende para casos de gripe
quinta-feira, 06/01/2022

Com o aumento dos casos de Covid-19 e com o surto de gripe H3N2 em todo o País, muitos bancários tem novamente procurado o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região com dúvidas sobre como proceder. O Santander disponibilizou na intranet os protocolos que devem ser seguidos, inclusive com orientações para gestores e funcionários, e um FAQ com perguntas e respostas.

Todos os trabalhadores que tiverem algum sintoma relacionado à Covid-19 ou gripe devem se afastar imediatamente e procurar orientação médica presencial ou on-line, através do telatendimento disponível nos aplicativos dos convênios médicos. O retorno ao trabalho só ocorrerá após o resultado negativo de exames e indicação médica.

A COE (Comissão de Organização dos Empregados) do Santander orienta que toda a comunicação com os gestores seja feita através de e-mail, para que fique devidamente registrada. A sanitização ou o fechamento da agência será analisado caso a caso, a depender do tempo entre confirmação e contato entre os colegas contaminados com os demais do local de trabalho.

É fundamental que os gestores e funcionários conheçam os protocolos e acionem o banco o mais rapidamente possível para que a segurança de todos seja garantida. Todos os protocolos estão disponíveis na intranet.

O Santander diz estar acompanhando o cenário e pode implementar novas medidas em breve.

A telemedicina do Hospital Albert Einstein está desativada desde setembro de 2021. O Sindicato já solicitou ao Santander para que retome este canal, que pode ajudar muito neste momento de aumento dos casos de gripe e de Covid-19.

O movimento sindical também comunicou o banco que o teleatendimento da SulAmérica Seguros está congestionado nos últimos dias, resultando na demora do atendimento. O mesmo se comprometeu a acionar a operadora para cobrar o aprimoramento deste canal.

É importante lembrar que o uso de máscara permanece obrigatório em todos os espaços do banco, inclusive na mesa de trabalho. O distanciamento deve ser mantido e fiscalizado por todos.

Os serviços de teleatendimento dos convênios médicos estão habilitados a fornecer orientações, receita médica, guia para exames e atestado médico.

Em caso de dúvidas, os bancários devem acionar o RH do banco. Se os gestores derem orientações diferentes das descritas nos protocolos disponíveis na intranet, os bancários devem denunciar ao seu Sindicato. O sigilo é absoluto.

“O cenário requer atenção e cuidados redobrados, e a responsabilidade de todos é fundamental neste momento. Estamos monitorando os casos e a implementação rigorosa do protocolo. E caso sejam necessárias alterações, acionaremos o Santander novamente. Mas para isso, é importante que os trabalhadores se mantenham em contato permanente com o Sindicato”, ressalta Lucimara Malaquias, coordenadora da COE do Santander e diretora do Sindicato de São Paulo.

Fonte: SPbancarios

COMPARTILHE