Saúde é tema de negociação com Itaú

Saúde é tema de negociação com Itaú
quinta-feira, 16/02/2017
Nesta quarta-feira (15/02), o GT de Saúde da COE-Itaú/Contraf-CUT esteve reunido com o banco, em São Paulo.
O Itaú informou que nos próximos dias irá testar um aplicativo, que poderá ser acessado inclusive pelo "portal pessoas", sobre licença-saúde.
O banco, atendendo a uma solicitação do GT de Saúde de 09 de junho de 2016, apresentou um modelo novo de carta de complementação salarial para os afastados, pois o modelo anterior apresentava problemas de interpretação e prejudicava os funcionários.
Questões relacionadas ao adiantamento de salário e exame de retorno ao trabalho também foram tratadas, além de cobranças sobre a abertura de CATs e do funcionamento do 0800 que atende os funcionários.
"Discutimos também o Programa de Retorno ao Trabalho, que tem apresentado vários problemas", declara Kelly Menegon, secretária de saúde do Sindicato de Londrina e integrante da COE.
"Os lesionados estão sendo demitidos ao final da estabilidade, quem tem restrições de atividades não recebe tratamento adequado dos demais colegas, muitos lesionados são transferidos para agências distantes e até mesmo para outras cidades, parecendo uma forma de punição e de pressão na tentativa de fazer com que ele peça demissão. Isso tem que ser revisto pelo Itaú", ressalta Kelly.
 
LM

COMPARTILHE