Skip to content Skip to footer

Bradesco paga PLR aos funcionários no dia 19/02

O Bradesco atendeu a reivindicação da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), feito pela COE (Comissão de Organização dos Empregados), e anunciou a antecipação do pagamento da segunda parcela da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) para o dia 19 de fevereiro.

Tradicionalmente o banco costumava pagar este direito antes do Carnaval.

Pela CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), os bancos têm prazo até o dia 1º/03/2024 para pagar a segunda parcela da PLR, com exceção do Banco do Brasil, que poderá efetuar o crédito até 10 dias úteis após o pagamento dos dividendos aos acionistas, e da Caixa, que tem prazo até o dia 31/03.

Para o secretário de Administração do Sindicato de Londrina e coordenador da COE Bradesco junto à Fetec-CUT/PR (Federação dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito do Paraná), Valdecir Cenali, os funcionários e funcionárias do Bradesco podem ter surpresas em relação ao valor da PLR, levando em conta a redução nos lucros e a alta de 22% na previsão das PDDs (Provisões para Devedores Duvidosos), que chegou a R$ 39 bilhões. “Os trabalhadores que se dedicaram e sofreram com muitas metas e cobranças absurdas serão penalizados recebendo uma PLR menor/reduzida, ou seja: os valores a serem pagos no próximo dia 19 não devem atingir os 2,2 salários e não pagando a parcela adicional na íntegra, o que é lamentável após todo os esforços”, critica.

Segundo Valdecir, com a reestruturação anunciada pelo banco, a expectativa é que o desempenho melhore a partir de meados de 2024 e com isso as próximas PLRs possam melhorar sensivelmente. “Também não vamos aceitar que essa reestruturação esteja focada em fechamento de agências e demissão de funcionários e que realmente traga muitas melhorias para a instituição, voltando a prestar um bom atendimento, atendendo os clientes de forma decente dentro das agências, com a valorização do varejo”, defende.

“Queremos o Bradesco como “O BANCO DE PORTAS ABERTAS” e não como vem ocorrendo hoje, sendo “O BANCO DE PORTAS FECHADAS“.

Por Armando Duarte Jr.

Deixe um comentário

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]