Skip to content Skip to footer

Novembro é mês de luta em defesa do Banesprev

Novembro é o mês de luta em defesa do fundo de pensão dos trabalhadores do Banespa, o Banesprev, ameaçado pela intenção do Santander de retirar o patrocínio dos Planos I e II e transferir a gestão do Plano V, Pré-75 e demais fundos de pensão.

Rita Berlofa, secretária de Relações Internacionais da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), convocou os trabalhadores, principalmente os aposentados do Banespa, a participarem dessa luta de resistência contra a retirada de patrocínio do Banesprev e do sucateamento da Cabesp. “O banco espanhol Santander, em mais uma tentativa de não cumprir com suas obrigações assumidas durante a privatização, quer deixar os aposentados sem o patrocínio do banco, o que irá impactar muito a renda dessa população. Precisamos resistir e mostrar ao banco nossa disposição de luta para manter nossos direitos e que não aceitaremos uma segunda privatização. Mostre sua indignação e garra participe desses atos. Vamos à luta!”.

Rita reforçou que os “banespianos foram forjados na luta. Nosso nome é resistência. Chegou a hora de mostrar novamente nossas garras. Participem!”

Audiência pública

A primeira dessas atividades será uma Audiência Pública na Comissão de Trabalho Câmara dos Deputados, que será realizada na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), nesta sexta-feira (10), a partir das 10 horas, no Auditório Paulo Kobayashi, para debater as retiradas de patrocínio dos planos de previdência complementar.

A audiência pública é uma iniciativa dos deputados estaduais Luiz Cláudio Marcolino (PT/SP) e Marcia Lia (PT/SP) e do deputado federal Vicentinho (PT/SP), e foi articulada com representantes dos trabalhadores aposentados do setor elétrico e bancários, que passaram por privatização e agora estão com seus direitos previdenciários sob ataque.

Durante o último governo, os fundos de pensão passaram por ataques, como a transferência de gestão do patrimônio para bancos e outros fundos e, principalmente, a retirada de patrocínio, quando as empresas patrocinadoras tomam a decisão de extinguir os planos de aposentadoria complementar, impactando a vida de milhares de famílias em todo o Brasil.

“Todos esses temas estarão em debate nesta audiência pública. Por isso, é muito importante a mobilização dos aposentados, principalmente os banespianos da capital e das cidades próximas, como as do ABC, Osasco, Jundiaí, Guarulhos e outras”, convocou Vera Marchioni, diretora executiva do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.

Ato em frente ao Farol Santander

O segundo ato em defesa do Banesprev será no dia 21 de novembro, em frente ao Farol Santander, na Rua João Brícola, 24, Centro Histórico de São Paulo. “O dia 20 marca os 23 anos da entrega do Banespa ao Santander. Estamos vivendo um período de ataques, sem precedente, aos direitos dos aposentados oriundos do Banespa, com a intenção do Santander de retirar o patrocínio dos Planos I e II, transferência do Plano V e Pré-75, além da tentativa de sucateamento da Cabesp”, enfatizou Vera Marchioni.

“O Santander quer limpar do seu balanço as obrigações pós-emprego dos banespianos, quer acabar com as obrigações legais decorrentes do processo de privatização. Ou seja, quer consolidar uma segunda etapa do processo de privatização extinguindo direitos dos aposentados. Coloque na sua agenda: dia 21 vamos gritar para o Santander, para os seus clientes e para toda a sociedade que esse banco espanhol tem que respeitar o direito dos trabalhadores aposentados aqui no Brasil”, completou.

Fonte: Contraf-CUT

Deixe um comentário

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]