Skip to content Skip to footer

Servidores do Executivo federal aceitam reajuste de 9%

Servidores públicos do Poder Executivo Federal aprovaram, na sexta-feira (17/03), a proposta do Governo Lula de aumento salarial de 9% e acréscimo de R$ 200 no auxílio-alimentação, que passará de R$ 458 para R$ 658. Pela proposta, o aumento passa valer a partir de 1º de maio, com o pagamento em junho, beneficiando servidores ativos, aposentados e pensionistas regidos pela Lei 8.112/90.

Em reunião realizada com a categoria, a Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal) ratificou a aprovação da proposta, que foi aceita na quinta-feira (16) por mais da metade das assembleias das entidades filiadas à Confederação.

Na quarta-feira (15), a Fenapef (Federação Nacional dos Policiais Federais) também aprovou a proposta do Governo Federal. Segundo o presidente da Fenapef, Marcus Firme, todos os Sindicatos filiados à entidade manifestaram-se favoravelmente. “Não é o ideal, precisamos urgentemente de uma real reestruturação salarial, mas continuaremos a defender a nossa proposta”, afirmou.

Em assembleia realizada na terça-feira (14), o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central também concordou com a proposta de reajuste. Segundo a entidade, o aumento vai recompor as perdas inflacionárias dos últimos anos e, com o aumento da contribuição do BC, trará impactos positivos para o plano da saúde da categoria.

Para garantir o pagamento da proposta, o governo precisará enviar um projeto de lei ao Congresso Nacional para alterar o Orçamento da União. Ainda não há previsão para o envio da proposta.

Por Agência Brasil, com edição de Nádia Franco

Deixe um comentário

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]